Loading

Isabel Morais Ribeiro Fonseca

ENCONTRA-ME


Encontra-me no silêncio

Na lareira que perfumam

Os telhados em fumo

Encontra-me no vento

Que bailam os pinheiros

No eco que sou

Dos pássaros fugazes da noite

Encontra-me nos olhos do outono

Entre as folhas da espera

Que perfumam os meus segredos

Nos braços de cores zumbindo de morte

Que enfeitam nos seios da lua

Floresta que encontra o corpo húmido

De fetos, musgo verde em sombra

Encontra-me pela geada que afaga os anjos

Sim, encontra-me em casa no teu sorriso.